Eu queria Ser

Nas montanhas eu passei, Vi cabras, pássaros e flores. O sol insistia em queimar a pele Mas permitia que a luz brilhasse No infinito, clareando os meus olhos Deixando a beleza da natureza Invadir o meu espírito.

Quantas perguntas a fazer e Nenhuma resposta a oferecer! Por que essa beleza das montanhas, Amplas e atrevidas nos tocam E nos alegram?

Eu queria ser aquele pássaro… Não, aquele rochedo em forma de serpente Ou aquela cascata que jorra uma água limpa e transparente. Eu queria ser uma flor do campo qualquer: Branca, amarela, rosa, azul...hum, sei lá.

Eu queria ser uma abelha-rainha, Um mosquito atrevido, Uma mosca barulhenta, um esquilo saltitante.

Se Deus permitisse, eu queria ser qualquer coisa Do universo da natureza brilhante, esverdeada,Azulada, esbranquiçada, aguada, molhada.Ou simplesmente ser a Lua, ou uma estrela insinuante,Lá no alto instalada, linda, leve e solta,Iluminando os pensamentos dos seres humanos.Oh, vida!

Que sorte eu teria!

(a partir do livro Pensamentos de Carminha Corrêa Jecko)

Posts Recentes
Procure pelas Tags
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

Procure pelas Tags