Procure pelas Tags

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

Despojos das dores

20.11.2016

 

A felicidade está no fato de que podemos fazer o bem para
nós e podemos proporcionar um conforto para outros.
Acreditar e confiar que somos capazes de vencer os
desafios, encontrar atalhos ou rotas mais curtas para
chegarmos à Paz e à calma que tanto espera o espírito.
Todos os dias temos à frente obstáculos a serem superados
e surpresas que nos apresenta a vida na passagem por esse
mundo, onde os sábios conseguem vencer os sofrimentos,
não se deixando abater pelos mesmos. Uma doença, a
ingratidão, uma injustiça, a decepção, a dor física ou a dor
da traição passarão, se mantivermos a calma, esperando
que cada dia seja vencido com dignidade e coragem,
porque outros dias virão e outros sentimentos surgirão.
Para que serve agasalhar a tristeza, quando sabemos que
ela é, diante de um espírito sábio, passageira? A felicidade,
a alegria, enobrecem uma alma e ajudam a superar as
dores e as decepções. O manto do conhecimento reúne o
nosso aprendizado sobre o espírito e a matéria que,
cruzados, poderão ser peneirados e separados como o joio
do trigo, como se separa o bem do mal, ou a verdade da
mentira. O espírito carrega a história da inteligência,
enquanto a matéria sofre com as descargas diárias da
insegurança, do medo, das dores, impedindo a passagem
da Luz do conhecimento. Enquanto o espírito prefere viver
na Luz, na paz, no berço da felicidade, a matéria vive o

esplendor da vida, livrando-se dos despojos das dores.

A alma repousa quieta, na paz, ciente de que de nada precisamos

além de controlar a mente, permitindo que ela divague

na estrada da luz, eliminando os dissabores oferecidos

gratuitamente pelas tristezas geradas pelo vazio interior

e exterior.A tristeza nos impede de discernir as coisas,

os fatos, e anula os momentos que poderiam

ser melhor vividos, poisa felicidade contagia o espírito.

Deixemos que o destino cuide da história, enquanto o

espírito nos conduz para o ócio inteligente do pensamento livre

e sem recalques.

(a partir do livro Pensamentos, 2016, Carminha Corrêa J

 

ecko)

Please reload

Posts Recentes

05.03.2019

13.11.2018

Please reload

Procure pelas Tags
Please reload