Sou Macaco e daí?


Um sono, sonhos, nos trazem a paz, a serenidade e sensação boa da morte...apenas durmo.

Sou eu, sou macaco, com orgulho.

Cheguei ao mundo e me mantenho assim, sem ambições, orgulho, sem poder... apenas vivo e morro.

A morte me traz de volta, abro os olhos, tudo igual no reino de Quixote.

Sou eu, sou macaco, com orgulho.

Estou ai, a pular, a girar, a amar quem me ama e me respeita... estou acordado, até dormir de novo.

Ah, nessa caminha quentinha, melhor ainda!

Carminha Corrêa Jecko

Fotos de Francis Gamblin, no Népal

09/02/17

Posts Recentes
Procure pelas Tags
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

Procure pelas Tags