Procure pelas Tags

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

O quatro elementos dos amor

13.02.2018

  Abraçar com calor

 

Viva com os braços abertos e bem dispostos

A receber abraços e a doar abraços.

É no calor dos corpos que podemos encontrar a felicidade

Ou aquecer corações aflitos.

Pense que em algum momento alguém estará

Aguardando um abraço.

Mas lembre-se que, em algum momento,

A gente estará precisando desse mesmo abraço.

O gesto é de amor, e amor se dá e se recebe.

 

 Olhar com afeto

 

O olhar vem da alma ou da mente.

Um olhar proveniente da mente é crítico, duro, que cobra e nada oferece.

Mas o olhar da alma é afetuoso, carinhoso, é de conforto.

Pois o olhar da Alma é o olhar de Deus, aquele a que tudo perdoa, ama e nada cobra.

Um olhar de amor é envolvente, protege, acalenta,

Ele pode ser um olhar de Silêncio, daquele que não tem palavras a dizer,

Daquele para quem as palavras são desnecessárias, pois o olhar vem da alma.

Com o olhar alcançamos o mundo, a nós e a todos.

O olhar pode ser caridoso, fraterno, amoroso e que

Todos entendem, compreendem e podem aceitar, se for verdadeiro.

Deixemos que os olhos falem por nós.

Vindo da alma é mais puro.

 

 Mãos que curam

 

O gesto das mãos espalmada ao alto:

Que a Paz Seja conosco!

Invocando e exaltando o Deus que somos,

Criados à sua imagem e semelhança, somos!

Elemento do amor, as mãos recebem e doam,

As mãos seguram, apoiam, acariciam, confortam.

Símbolos sagrados da vida, as mão seguram um Ser ao nascer,

As mãos trabalham, escrevem, acenam, sangram...

Segurar as mãos para os primeiros passos,

Gesticular as mãos regendo as primeiras palavras,

Ter as mãos para o trabalho,

Segurar as mãos para Unir na aliança da vida.

As mãos para abraçar e acalentar.

Mãos que CURAM feriadas, que perdoam e tratam chagas!

Mãos que transmitem energia curativa.

Que eleva o corpo curado:” Levanta e anda”!

Mãos Divinas que curam com amor.

 A boca, as palavras

 

As palavras ditas podem ser como um chicote afiado,

Ou uma flecha que atravessa o coração.

Nada a temer as palavras de sabedoria,

Quando ditas em gotas de amor a nos fazer crescer.

A boca, dizem, pode ser o chicote que nos açoita,

Mas pode ser como o orvalho que nos refresca e ajuda a brotar a paz.

As palavras saídas da boca devem confortar, do contrário, melhor é o silêncio.

Cuidemos para que as palavras não se transformem em bumerangue,

De pesadas que são podem nos ser devolvidas e nos sufocar, ou derrubar,

Como o chicote afiado que corta o vento.

Palavras formam um conjunto de pensamentos de amor,

De trabalho, de conhecimento e instrução. Conhecimento!

As palavras nos ensinam a sermos capazes de crescer e caminhar.

Palavras de amor, que sejam.

Se não, prefira o silêncio, a mudez da boca fechada.

Pois um chicote afiado corta os lados da face.

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Recentes

05.03.2019

13.11.2018

Please reload

Procure pelas Tags
Please reload