Procure pelas Tags

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

Ao mestre com amor

Eles são inúmeros, espalhados pelos cantos do mundo e até, quem sabe, em outras galáxias. Existem desde que o mundo é mundo, aliás contam que foi um mestre na arte do barro que nos criou, à sua imagem e semelhança, e ainda por cima constituiu um outro ser para que o homem não ficasse sozinho. Os mestres são assim, surpreendem a todos os instantes, sejam eles quem for.

O mestre é aquele que ensina numa sala de aula, entre quatro paredes, ou sem paredes nenhuma, depende de onde ele se encontra. Envida esforços, chacoalha, cria, desenha, canta, pula, sacode, ri, chora, fala alto ou fala baixo, tudo para nos garantir a passagem dos conhecimentos de forma que eles fiquem guardados em nossas mentes.

 

O mestre, ah! O mestre...podem ser os nossos segundos pais, mães, madrinhas...o primeiro amor, sim, porque eles encantam tanto que a gente se encanta e acaba por descobri a sensação do amor, olhando para o mestre.

 

Um mestre a gente nunca esquece. Mesmo aqueles que, antigamente, puxava as orelhas da gente, colocava de castigo, tomava a tabuada, de pé, claro, para tremer as pernas e não errar. Um mestre desperta na gente o amor pela história, pela geografia, pelo português, pela terrível matemática, pelas línguas dos outros, pela ciência e suas formigas, pelas formas geométricas ou as fórmulas químicas e as físicas. Nos ensina os primeiros passos para respeitar a bandeira, as leis, os idosos, amar ao próximo, colaborar com os colegas.

 

Ah, o mestre!

 

Quantos deles conhecemos moldados em diversas figuras que encontramos e vivemos juntos na estrada da vida. O mestre do colégio, da escola, da alfabetização. Mestres diversos que vamos conhecendo na estrada da vida, e que tem a mesma peculiaridade: nos ensinar a amar a vida a partir das letras e dos números.

 

Que no dia do professor possamos, todos, amar cada vez mais os nossos Mestres. Que os pais ensinem os filhos, netos, sobrinhos, vizinhos, todos, a respeitar o mestre e ser o seu colaborador.

 

Dia 15 de outubro, e em todos os dias, agradecemos aos mestres.

 

Ilustração: aquarela de Clóvis Aquino.

 

Please reload

Posts Recentes

05.03.2019

13.11.2018

Please reload

Procure pelas Tags
Please reload