Maria e o Rei Sol

O domingo amanheceu lindo e com um brilho especial oferecido pelo Rei Sol. Logo cedo Maria pulou da cama para ir à praia com a mamãe Ana Paula, papai Márcio e tia Leleka, amiga de vovó Carminha, que veio nos visitar, sempre com os seus cabelos loiros e rebeldes cachinhos.

No dia anterior mamãe e tia Leleka já tinham preparado as coisas que levaríamos para a praia. Maria separou o baldinho com bichinhos e as estrelas para fazer modelos na areia, o maiô de banho, a toalha, chapéu, óculos e o protetor solar. Papai e mamãe deixaram na porta as sombrinhas de praia para proteção do sol, e uma caixa para levar água, suco e umas frutinhas para caso a gente tivesse fome.

“Acordem todos, vamos logo para a praia”, gritou Maria as seis horas da manhã.

“Minha filha, ainda é muito cedo”, disse a mamãe.

“Nada disso, vamos chegar cedo porque o sol não está tão forte para queimar a nossa pele”, explicou a pequena morena Maria, emendando: “temos que proteger a nossa pele dos raios fortes do sol”.

Tia Leleka pulou da cama mais arrepiada do que nunca e já de biquini. Ela estava muito engraçada, com o biquini de flores coloridas da cor dos cabelos dela. “Eu dormi prontinha Maria, podemos ir”, hahahahaha, disse a espevitada da titia.

Papai é sempre o mais o preguiçoso e último a se levantar. Mas dessa vez eu pulei em cima dele, abri os olhos dele e ainda gritei no ouvido: “Acorda papai Márcio! hahahahaha. Ele adora quando faço essa bagunça para acordar ele que me pega pela cintura e me joga em cima da cama, para me dar um monte de beijinhos e fazer cosquinha com a barba.

Tomamos café reforçado, com frutas e pão, e logo fomos embora para a praia de Itaparica. Minha vovó diz que o café da manhã é muito importante para o nosso corpo e mente, para a nossa saúde, e incluído comer frutas. Então, assim fizemos.

“Bom dia Rei Sol. Bom dia passarinhos, bom dia peixinhos do mar. Maria Chegou!”, anunciou a pequena.

- Bom dia Maria, respondeu o Rei Sol lançando uma piscadela de olhos e jogando um beijinho para a pequena. “Você já passou o protetor solar? Todos também passaram? porque hoje eu vou pocar de calor! “ hahahahaha falou o Sol dando gargalhadas, porque estava falando a palavra ‘pocar’ que é bem nossa, capixaba, e quer dizer arrebentar.

- Majestade Sol, claro que já passamos e trouxemos guarda-sol, água para matar a sede e não desidratar, comidinha para não morrer de forme. Como vai o senhor hoje Rei Sol? perguntou Maria.

- Olha Maria, estou bem, mas ainda preocupado pois estou esquentando muito rápido. O Planeta Terra está precisando de mais árvores, menos poluição, e todos os cuidados para a sua proteção. Olha só, vocês estão chegando as sete horas da manhã, e nem poderão ficar comigo tanto tempo, porque daqui a pouco eu estarei ‘pegando fogo’ de quente. Se a Terra fosse bem cuidada, eu não prejudicava o corpo de vocês e nem a natureza, disse o Rei Sol todo triste.

- Rei Sol, eu também fico triste. Mas tenho uma notícia boa para o Senhor. Essa semana, na minha escola nós vamos plantar árvores e flores nas ruas próximas da escola. O senhor está feliz?

- Eba! Adorei a notícia e tomara que outras crianças possam fazer o mesmo pelo mundo todo. Agora vá brincar, olha o teu pai já está fazendo uma piscina junto com a tua tia Leleka.

- Tchau, disse Maria, correndo e pulando dentro da piscina que já tinha um bocado de água, e molhou todo mundo.

Então, a mamãe montou a sombrinha e foi para a água, e Maria saiu da piscina foi atrás. Tia Leleka já estava nadando e me gritando: “venha Maria, eu te seguro!”

Uma festa na praia, com as ondas fazendo espuma na areia, e os peixinhos saltitando. Maria adora o barulho das ondas que são como música para dormir.

Uma saída para a areia, e outra para piscina. Tia Leleka correu e rolou pelas areias e Maria foi junto. Ficaram que nem dois bifes à milanesa cheias de areia. Muito engraçadas. Sentados na piscina, todos ficaram fazendo castelinhos e Maria brincava com os moldes do balde, fazendo estrelas e bichinhos.

Lá no alto, o Rei Sol morria de rir das brincadeiras delas de rolar pelas areias.

- Bebam água gente, gritava o Rei Sol, ao mesmo tempo alertando para depois ficarem sob a proteção das sombrinhas. E todas as pessoas que estavam na praia ouviram e sorriram para a majestade Sol.

A manhã passou rápido. Jogaram peteca, papai Márcio comprou picolés e a mamãe Ana Paula abastecia a todos com água e umas maçãs.

Um domingo de beleza pura e de alegria. E antes de irem embora, Maria foi com papai até à beira do mar devolver as conchinhas que eles haviam recolhido nas areias. “Lugar de conchas é no mar, na sua casinha”, disse a menina moreninha.

- Até logo Rei Sol, nós estamos indo. Obrigada pelo calor e pelo seu carinho. Vamos cuidar do senhor, tá, disse Maria ao se despedir da Majestade solar.

E o Rei Sol abriu um grande e lindo sorriso!

Posts Recentes
Procure pelas Tags
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

Procure pelas Tags